Fase 2

Na segunda fase do projeto, as forragens produzidas serão enviadas para o INIAV, onde serão analisadas para caracterização química e submetidas a ensaios metabólicos para determinação do valor nutritivo (degradabilidade ruminal, digestibilidade total e digestibilidade intestinal da proteína). A componente relativa aos pigmentos e antioxidantes será assegurada pela CEBAL, a caracterização da fração lipídica e da atividade de enzimas relevantes será assegurada pela FMVULisboa.Este conjunto de dados irá completar a informação já existente na FERTIPRADO e no INIAV - Elvas e permitirá a obtenção de novos elementos de aplicação direta pela FERTIPRADO e pelos produtores. Com base no valor nutritivo das fenosilagens serão formuladas, pelo INIAV, pela FMV-ULisboa e pela FERTIPRADO as dietas experimentais em que as fenosilagens das misturas forrageiras biodiversas comerciais serão complementadas com alimentos compostos convencionais e outros em que serão utilizados subprodutos em alternativa aos cereais (p.ex. polpas desidratadas de citrinos ou de beterraba, casca de soja) como fontes energéticas e lípidos polinsaturados, para além dos corretivos minero-vitamínicos. Pretendem-se obter dietas com baixa ou nula incorporação de concentrados proteicos e avaliar o efeito do tipo de forragem e do tipo de suplemento energético utilizado no desempenho produtivos dos animais e na qualidade das produções. A dieta controle será constituída por alimentos compostos e palha, fornecidos ad libitum. A FERTIPRADO e o INIAV Elvas garantirão a produção das fenosilagens das 3 misturas forrageiras biodiversas comerciais. Esta Fase do projeto engloba 2 tarefas. A tarefa 3 prevê-se que decorra entre abril e novembro de 2019 e entre maio e agosto de 2020. Atarefa 4 está prevista para julho de 2019